• Espanhol
Select Page

Como a massa ou comprimento, a quantidade de luz emitida por um objeto e sua intensidade podem ser medidas e quantificadas. A Lumen e a Lux são as unidades mais utilizadas hoje em dia para este fim, embora também existam outras como a Candela.

Embora ambas as unidades tenham a ver com luz, elas não expressam os mesmos dados, mas referem-se a características diferentes daquela fonte de luz. A diferença fundamental entre eles é a seguinte:

  • Lumen (lm): É a unidade do Sistema Internacional para medir o fluxo luminoso ou potência luminosa emitida num determinado ângulo por uma fonte, ou seja, a unidade que indica a “quantidade total de luz” que percebemos num determinado ângulo.
  • Lux (lux= lm/m²): É a unidade derivada do Sistema Internacional de Unidades para o nível de iluminação. Reflete a sensação de brilho, tendo em conta os diferentes comprimentos de onda e utilizando a sensibilidade à luz do olho humano como referência para tal medição. A sua equivalência é de um lúmen/m². Em resumo, é a quantidade de luz que temos em um metro quadrado.

Portanto, o fato de uma luz ter uma grande potência luminosa não significa que o nível de iluminação seja muito alto, já que uma grande potência luminosa iluminando uma área muito extensa poderia ser menos do que uma fonte de menor potência iluminando uma área muito menor.

Um exemplo muito básico seria o seguinte:

Duas lâmpadas emitem um fluxo luminoso (luz total) de 10 lm. Uma é colocada numa sala de 1 m2 enquanto a outra será numa sala de 10 m2. A quantidade de lux na primeira sala será de 10 lux, enquanto na segunda sala será de 1 lux, embora a fonte dessa luz forneça a mesma quantidade, por isso será mais escura.